Clínica de psiquiatria GoiâniaDestaqueImprensaMédico PsiquiatraMédico Psiquiatra em GoiâniaNotíciasPsicoterapeutaPsicoterapeuta em GoiâniaPsiquiatraPsiquiatra em GoiâniaTratamento de alcoolismo em GoiâniaTratamento de anorexia em GoiâniaTratamento de Ansiedade em GoiâniaTratamento de bulimia em GoiâniaTratamento de dependência química em GoiâniaTratamento de Depressão em GoiâniaTratamento de Esquizofrenias em GoiâniaTratamento de estresse em GoiâniaTratamento de psiquiatria em GoiâniaTratamento de síndrome do pânico em Goiâniatratamento de TDAH em Goiânia

Já ouviu falar em Depressão Resistente?

A Depressão é um problema que afeta grande parte da população mundial. Apenas no Brasil, dados da OMS apontam que são 11,5 milhões de casos, o que representa cerca de 5,8% da população. Felizmente, a Depressão é tratável e pode ser curada através do tratamento correto, mas o que fazer em casos em que, apesar da terapia e medicamentos, não ocorre uma melhora?

 

A Depressão Resistente, também conhecida como Depressão Refratária, é a depressão que não teve a remissão dos sintomas depois de tratar com antidepressivos. Nessas situações, o paciente não apresenta melhora significativa, independente dos medicamentos usados e abordagens feitas na terapia.

 

As causas para esse transtorno ainda são desconhecidas, mas podem estar relacionadas com fatores biológicos, outras doenças como ansiedade e transtornos de personalidade, ou até mesmo com a variabilidade individual da pessoa com relação aos medicamentos.

 

Apesar da Depressão Refratária ser resistente ao tratamento farmacológico, isso não significa que os medicamentos devam ser deixados de lado. O ideal é que o psiquiatra troque o medicamento até que haja uma melhora nos sintomas depressivos. Uma outra tentativa pode ser utilizar medicamentos de outras classes para potencializar a ação do antidepressivo, como é o caso dos antipsicóticos, estabilizadores de humor, ansiolíticos, entre outros. Também é importante associar o tratamento medicamentosos com a terapia cognitiva ou outros tipos de tratamentos.

 

O importante é contar com um psiquiatra, que poderá indicar opções de tratamento levando em consideração caso a caso.

 

 

Dr. Danilo de Melo

CRM-GO  13624 / RQE 12082

Psiquiatra e Psicoterapeuta

-Membro da Associação Psiquiátrica de Goiás – APG;

-Membro Titular da Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP.

 

 

Centro Clínico Excelsior

Telefone: (62) 3241-1316

WhatsApp: (62) 99940-3938

Endereço: Al. Coronel Eugenio Jardim, Qd. 218, Lt. 14, Sala 107, Setor Marista, Goiânia, Goiás.

Tratamento de psiquiatria em Goiânia, Melhor psiquiatra em Goiânia, Clínica de psiquiatria Goiânia, Psicoterapia em Goiânia, Psicoterapeuta em Goiânia, Tratamento de depressão em Goiânia, Tratamento de ansiedade em Goiânia, Tratamento de transtornos de humor em Goiânia, Tratamento de Esquizofrenias em Goiânia, Tratamento de dependência química em Goiânia, Tratamento de alcoolismo em Goiânia, Tratamento de obesidade em Goiânia, Tratamento de bulimia em Goiânia, Tratamento de anorexia em Goiânia, Tratamento de insônias em Goiânia, tratamento de TDAH em Goiânia, Tratamento de síndrome do pânico em Goiânia, tratamento de Transtorno Obsessivo-Compulsivo em Goiânia

5/5 - (10 votes)

Dr. Danilo de Melo

Dr. Danilo de Melo é médico Psiquiatra e Psicoterapeuta em Goiânia, CRM-GO  13624 / RQE 12082, Membro da Associação Psiquiátrica de Goiás – APG e Membro Titular da Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP. Contato: (62) 99940-3938.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
error: O conteúdo está protegido!
Ligue: (62) 99940-3938